terça-feira, abril 14, 2009

EntreSerras: Microfestival de Vivências e Diversidades


MicroFestival de Vivências e Diversidades (30 de Abril - 3 de Maio, Retiro da Fraguinha, Candal, Cabreiros)

O EntreSerras quer Descobrir a Serra da Arada vivendo uma experiência impar para desvendar o seu património natural, cultural e gastronómico e partilhar por uns dias as vivências das gentes serranas, o seu labor e as suas alegrias. É um micro-festival participativo de ritmo lento, seguindo o transpirar de uma serra com dezenas de milhões de anos, as rotas dos pastores, o voar das borboletas, o engenho da sobrevivência na serra e a alegria das noites nas aldeias.

De manhã, as Diversidades da serra revelam os seus segredos: laboratórios de natureza, turfeiras e bosques, vertebrados, invertebrados, plantas e musgos contam as suas histórias espantosas; aprende-se a fazer brinquedos para os mais novos e outras artes já esquecidas.

À tarde, as vivências serranas são partilhadas: o lavrar da terra, a preparação da broa e mezinhas ou a arte de obter mel das laboriosas abelhas a ter lugar nas aldeias de Candal, Cabreiros e Póvoa das Leiras, com paisagens deslumbrantes de vales abruptos trabalhados milenarmente pelo Homem.

À noite, é tempo de serão, de canções e ladainhas, bailes e brincadeiras, jogos e histórias, estrelas e arraiais. Tudo termina no Domingo com uma corrida de carrinhos de rolamentos e uma gincana de burros!


7 comentários:

Anónimo disse...

Era só para dizer que não vos acho piadinha nenhuma, as vossas músicas são bué irritantes, apesar de vos achar bons executantes. Aconselho-vos a amadurecer musicalmente, os vossos arranjos soam a confusão desorganizada. Ah, tirem lá essas dicções afros ou lá o q é das vossas música, por favor!

TZ disse...

Olá Anónimo,

Não é muito simpático o seu comentário, mas vai ficar ... que a blogosfera seja um espaço livre da "pequena censura" pelo menos!

Só para dizer que vamos mesmo continuar a fazer músicas irritantes com as dicções que quisermos. Fazemos o nosso caminho, tentamos melhorar todos os dias. Enquanto houver alguém para ouvir e bailar, lá estaremos!

Somos um organismo vivo, sempre em mutação. Talvez um dia mudemos o suficiente para que possa gostar de nós ou mude o/a anónimo o suficiente para que possa gostar de nós. Nesse dia, faremos a festa em conjunto.

Até qualquer dia.

Paulo disse...

Porra, estava a pensar que ia falar do EntreSerras, o festival que nunca existiu. Uff
Eu aceito críticas e tal, agora vindas de alguém que se esconde por detrás de um "anónimo", não. Oh Homem (ou Mulher), cresça e apareça! falar mal sob a cobertura de um anónimo é como falar pelas costas: é feio. Adiante; resumindo e concluindo, somos bons executantes mas perdemo-nos na nossa anarquia desorganizada, com influências afro (por acaso de um gajo que até é africano). Acho que isso é um elogio, caro anónimo!

Anónimo disse...

Eh, lá!
Ficaram muito irritados, será que fui demasiado agressivo nos comentários?
Bem, não foi por mal, pode ser q daqui a bué anos eu passe a mudar de gostos, afinal.
Ah, só mais uma crítica, posso?
Está bem, os vossos arranjos da música tradicional portuguesa é de alguém que não gosta da nossa música e chegam até a ser patéticos . Evitem-se. É um prazer estar a criticar-vos e a saber q vocês lêem as críticas, eheheh.

TZ disse...

É claro que lemos as críticas, quaisquer que sejam, mesmo vindo de alguém que é "anónimo" em pleno Séc. XXI! Anónimo e curioso ... porque voltou para ver se lhe tinham respondido :-)
Pois, aqui estamos para dar a cara.
Os seus gostos já estão possivelmente a mudar, vejo que até usa expressões do português africano: "Bué".
Já agora, qual o seu objectivo? Desmoralizar? ajudar o grupo a encontrar novos caminhos?
Outra curiosidade, é músico? Quer seja ou não, mostre coisas, dê exemplos, falemos sobre música portuguesa então ... ela terá sempre muito a ganhar com isso. Nós também, é isso que queremos.
Mas, por favor, anónimo???

Anónimo disse...

Sou apenas um ouvinte, atento, que gosta de se manifestar e ouvi a vossa música por acaso. Só!

Uxu disse...

pois pois ...